Literatura

Acalanto

Se a tristeza
Roubar lágrimas
Dos teus olhos,
E as deixar vagando
Em teu rosto,
Abra tua janela
E deixe a brisa
Tocar tua pele.
Serei eu a beijar
Tuas lágrimas.
E na madrugada,
Já adormecida,
Sonharás com esta
Mesma brisa
Afagando teu corpo.
Por mil vezes chorarás,
E por mil vezes
Beijarei tuas lágrimas.
E, quando acordares,
Em teus olhos
Só te restarão
Lágrimas de felicidades!

Nivaldo Donizeti Mossato

Os artigos aqui postados são de inteira responsabilidade dos seus autores.

Artigos

Poesias

Pensamentos

Textos

Nivaldo Donizeti Mossato - Todos os direitos reservados