Literatura

Minhas Razões

Se ao leres meus poemas,
Não encontrares a razão,
Ou o porquê,
Lembra-te da paixão
Que habita em mim;
Talvez, assim,
Possas decifrar
O enigma das palavras.

E se o amor
Não te fores o suficiente,
Vasculhes o interior das pedras,
Revistes os confins do infinito;
Penetres nos ecos do meu grito,
E faças de ti
As razões de minhas escritas.

Os artigos aqui postados são de inteira responsabilidade dos seus autores.

Artigos

Poesias

Pensamentos

Textos

Nivaldo Donizeti Mossato - Todos os direitos reservados