Celeste

Almas gêmeas,
Somos nós
Amor infindo,
Ternura básica
De um romance perpétuo.
Infinitos são os gestos
Que nos distinguem.
Nem todas as palavras
Dizem o que somos:
Nebulosa chuva de pedras,
Carícias jogadas ao vento.
Somos nós
Criaturas divinas,
Que o amor
Deixou ao relento.
E, de nós
Partirão duas vidas
Ao coração sublime dos céus!

Alguns Trechos

Nivaldo Donizeti Mossato - Todos os direitos reservados